Pagina Inicial

Pagina Inicial
Prisão Domiciliar: Deputados da Oposição aderem à campanha “Liberta Prisco”. – Imprensa Bahia
Romário Dos Santos

Prisão Domiciliar: Deputados da Oposição aderem à campanha “Liberta Prisco”.


  •  
  •  
  •  

Parlamentares que formam do Bloco da Minoria na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia aderiram ao movimento iniciado nas redes sociais, há uma semana, em repúdio à decisão da justiça em manter em prisão domiciliar, há seis meses, o deputado estadual soldado Prisco.

Centenas de militares, policiais civis, agentes penitenciários, civis, parlamentares baianos e demais entidades representativas de classe fotografaram selfies com os dizeres “Liberta soldado Prisco” e disparam nas redes sociais.

A mobilização viralizou, inclusive nos computadores dos parlamentares da Casa Legislativa. E, durante a reunião da minoria, os deputados Heber Santana (PSC), Sandro Régis (DEM), Luciano Ribeiro (DEM), Augusto Castro (PSDB), Leur Lomanto Junior (PMDB), Pablo Barrozo (DEM), Pedro Tavares (PMDB), Hildécio Meireles (PMDB), Luciano Simões Filho (PMDB), Tom Araújo além do deputado federal Elmar Nascimento (Dem) foram fotografados empunhando o cartaz de apoio ao deputado Soldado Prisco.

“Os parlamentares da minoria me surpreenderam com o cartaz “liberta o soldado Prisco”, durante a reunião do grupo político”, afirmou o deputado estadual. Neste 16 de junho de 2017, completam-se seis meses de prisão domiciliar do deputado soldado Prisco. Em 16 de dezembro último, medidas cautelares foram impostas ao parlamentar que o impede de deixar a residência entre 18 e 6 horas, o obrigou a se afastar do cargo de coordenador-geral da Associação dos Policiais e Bombeiros Militares do Estado da Bahia (Aspra), de deixar a capital baiana e visitar quartéis.

Com a prisão domiciliar, soldado Prisco é o único parlamentar que, em território nacional, impedido de visitar seu eleitorado fora da capital baiana, de participar de eventos após as 18 horas e ouvir as demandas dos seus eleitores em quartéis da Bahia.


  •  
  •  
  •  
Outras Notícias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *