Pagina Inicial

Pagina Inicial
Canavieiras: Inédito – Vereador vota pelo veto de seu próprio projeto – Imprensa Bahia
Romário Dos Santos

Canavieiras: Inédito – Vereador vota pelo veto de seu próprio projeto


  •  
  •  
  •  

Numa ação inusitada, o vereador Vitor Fábio, na Sessão da Câmara da última terça (27), acabou por votar a favor do veto que o prefeito Roberto Almeida estabeleceu em um projeto Lei da autoria do vereador e que tinha sido aprovado anterior em Sessão passada.

O fato deixou a muitos perplexos e sem entender a conduta do vereador que, no mínimo é muito curiosa. Todos ficaram a perguntar o que teria acontecido assim tão sério para o vereador apoiar o veto que o prefeito colocou em seu projeto.

O projeto impõe e beneficia estudantes com serviços de exames laboratoriais, oftalmológicos e auditivos, que deveriam ser oferecidos pela Prefeitura para alunos da Rede Municipal e o veto do prefeito foi derrubado graças aos votos dos vereadores Cleonildo Tibúrcio, Jorge Garcia, Cacá, Ricardo Dantas, Paulo Carvalho e Caboclo, e a Lei deverá ser cumprida pelo executivo.

Votaram a favor do veto do prefeito e contra o benefício para os estudantes os vereadores Vitor Fábio, o presidente Nilton Nascimento, Tiago Medrado, Alex CN Bike e Cosme Anão.

Conheça a história de Canavieiras:

O município criado com território desmembrado de Ilheús, com a denominação de Imperial Vila de Canavieiras, por Resolução Provincial de 13 de dezembro de 1832. A sede, criada com o orago de  São Ventura do Poxim de Canavieiras, por Alvará Régio, de  11 de abril de 1718, foi elevada à categoria de cidade por Ato Estadual, de 25 de maio de 1821.

Canavieiras é também conhecida como a igreja mãe das Assembleias de Deus na Bahia, pois na cidade foi fundada a primeira igreja dessa denominação evangélica que é a maior do Brasil. De Canavieiras derivaram-se os municípios de Camacan,Santa Luzia,Mascote,Potiraguá,Itapebi,Pau Brasil,Arataca que foi derivada de Una, que também pertenceu a Canavieiras.

Fonte: informe50


  •  
  •  
  •  
Outras Notícias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *