Pagina Inicial

Pagina Inicial
ABI celebra 87 anos com debate sobre relações entre imprensa e policiais - Imprensa Bahia – Simões Filho
Romário Dos Santos

ABI celebra 87 anos com debate sobre relações entre imprensa e policiais


  •  
  •  
  •  

Há 87 anos nascia a Associação Bahiana de Imprensa (ABI). Para marcar o aniversário da entidade, celebrado no dia 17 de agosto, os diretores decidiram promover um encontro com representantes dos órgãos responsáveis pela segurança pública estaduais, especialistas do segmento e entidades ligadas aos profissionais da imprensa, para discutir as relações entre imprensa e policiais. A sessão acontecerá às 9h30, na sede da ABI, na Praça da Sé (Centro).

A reunião foi desencadeada por uma denúncia recebida pela ABI, no mês de julho, que resultou na reportagem “É proibido filmar?”, publicada pela instituição. A apuração revelou o caso de abuso policial contra uma cidadã do município de Milagres, cuja filha de 15 anos foi também agredida, depois que um oficial da Polícia Militar pensou que a adolescente estivesse filmando supostos excessos durante uma abordagem.

A diretoria da ABI afirma que o episódio é visto com apreensão pela entidade porque se relaciona diretamente com o direito ao acesso à informação de interesse público, ao passo que salienta a necessidade de condenar as violações que agentes policiais do Estado têm praticado. Na reunião, serão abordados outros casos de violência ou intimidações que vitimaram trabalhadores da notícia ao longo dos últimos anos, no estado.

Para o presidente da ABI, Walter Pinheiro, 17 de agosto “é uma data de grande significado” para quem defende a liberdade. “Continuamos a buscar capacitação para mediar conflitos e defender os legítimos interesses da sociedade baiana. A luta pela democracia está viva em nós”, avaliou o dirigente, reforçando o papel da Associação.Ele enfatiza a importância da reunião que vai assinalar o transcurso dos 87 anos da ABI. “Marcar o aniversário com esse encontro é honrar a memória dos integrantes da história dessa instituição que surge em 1930, nos salões da Associação Tipográfica Baiana, para lutar pelas liberdades de expressão e de imprensa”.

Confirmaram presença para o encontro a procuradora-chefe do MPE, Ediene Lousada, o  comandante da PM, Anselmo Brandão, o presidente da OAB, Luis Viana Queiroz, os diretores-de-Redação do Correio, Roberto Gazzi, de A Tarde, Mariana Carneiro, da Tribuna da Bahia, Paulo Sampaio, a presidente do Sinjorba, Marjorie Moura, os advogados criminalistas João Daniel Jacobina, Raul Chaves, Iuri Bastos, dentre outros, que debaterão com os conselheiros da ABI providências que assegurem a preservação da liberdade de expressão a todos.

Fonte: Tribuna


  •  
  •  
  •  
Outras Notícias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *