Pagina Inicial

Pagina Inicial
O ator, Paulo Silvino, morre aos 78 anos – Imprensa Bahia
Romário Dos Santos

O ator, Paulo Silvino, morre aos 78 anos


  •  
  •  
  •  

Segundo a Central Globo de Comunicação, ele estava em casa, na Barra da Tijuca, no Rio. Afastado da TV desde o ano passado, o ator e humorista lutava contra um câncer no estômago.

Conhecido por bordões que se tornaram clássicos do humor televisivo brasileiro, como “Cara, crachá” (do porteiro Severino, do Zorra Total) e “Guenta, doutor, ele guenta!” (do policial Fonseca), o ator fez história com dezenas de outros personagens marcantes, e foi também músico, intérprete, dramaturgo, roteirista.

 Silvino
Paulo Silvino Foto: Globo/Zé Paulo Cardeal

Ao receber a notícia ao vivo no Encontro com Fátima Bernardes, Betty Faria se emocionou. “Fica a saudade, o fato de não encontrar mais no Projac, não ver mais o trabalho… um beijo, Paulo Silvino”, disse a atriz, às lágrimas.

Paulo Ricardo Campos Silvino, nasceu em 27 de julho de 1939, no Rio de Janeiro, filho de Silvino Netto e Naja Silvino.

Adeus, Paulo Silvino; relembre os personagens do ator

De acal Ferreira e Eumir Deodato, do disco Nova Geração em Ritmo de Samba, compondo e interpretando, ainda sob o nome de Silvino Junior. Durante as décadas de 1960 e 1970 seguiu na sua produção musical e teatral, escrevendo e atuando em peças e filmes. Passou pelas extintas TV Tupi, Continental, Rio e Excelsior. Estreou na Globo em 1967 em TV Ó – Canal Zero.

Participou ao longo dos anos de vários programas de humor da Globo: Faça Humor Não Faça GuerraSatiriconO Planeta dos HomensBalança Mais Não CaiViva o GordoBrasil PandeiroCassino do ChacrinhaEscolinha do Professordo com seu site oficial, com 20 anos de idade ele participou, ao lado de nomes como Altamiro Carrilho, Durvor Raimundo, e, mais recentemente, do Zorra.

No SBT de 1989 a 1992, atuou na Praça é Nossa e na Escolinha do Golias.

No cinema, participou, entre outros, de Minha Sogra É da Policia (1958), O Rei da Pilantragem (1968) e Um Edifício Chamado 200 (1973).

Fonte: Agência Estado


  •  
  •  
  •  
Outras Notícias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *