Pagina Inicial

Pagina Inicial
Sagrado e Profano: Lavagem do Bonfim reunirá baianos e turistas nesta quinta-feira – Imprensa Bahia
Romário Dos Santos

Sagrado e Profano: Lavagem do Bonfim reunirá baianos e turistas nesta quinta-feira


  •  
  •  
  •  

Liderados por centenas de Baianas, membros da religião afrodescendentes, na próxima quinta-feira (11), baianos e turistas participam de uma das maiores manifestações da cultura popular do estado. Tradição desde o século XVIII, a Lavagem do Bonfim é parte das comemorações católicas ao Senhor do Bonfim e é um dos maiores símbolos do sincretismo religioso da Bahia. 
No trajeto de oito quilômetros – percorridos, a partir das 8h, entre a igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia e o Santuário do Senhor do Bonfim –, as baianas tipicamente trajadas levam água de cheiro (água aromatizada com folhas e ervas) em potes de cerâmica para lavar a escada e o adro da Igreja do Bonfim e também banhar os fiéis. 
Há alguns anos, um grupo de católicos da comunidade também faz a caminhada em demonstração de fé ao Senhor do Bonfim, que nas religiões de matriz africana é identificado como o orixá Oxalá. Na chegada, o grande cortejo recebe a bênção do padre Edson Menezes, reitor do Santuário do Senhor do Bonfim. 
“A Lavagem do Bonfim é uma das principais festas populares do verão da Bahia, ficando atrás apenas do Carnaval. A festa guarda a singularidade da cultura baiana, de integrar em suas comemorações o sagrado e o profano, e esse é um dos fatores que mais atraem e encantam os visitantes”, explica o secretário do Turismo do Estado, José Alves. 
Entenda a data 
Ao contrário do que muita gente pensa, a Lavagem do Bonfim não é realizada necessariamente na segunda quinta-feira do mês de janeiro. Assim como muitas festas do calendário religioso brasileiro, a lavagem tem data móvel. A festa católica do Senhor do Bonfim é realizada no segundo domingo após o dia de Reis, lembrado no último sábado (6). Assim, a igreja vai celebrar o padroeiro do coração dos baianos no dia 14. 
Já a festa que reúne turistas e baianos católicos e do candomblé tem origem no ritual de limpeza da Igreja Santuário do Senhor do Bonfim, feito com a participação dos escravos, que cantavam e dançavam durante o trabalho feito na quinta-feira antes da festa religiosa. 
Programação religiosa 
Com o tema ‘Origem, identidade e missão do amado Jesus, Senhor do Bonfim’, este ano as comemorações ao Senhor do Bonfim tiveram início no último dia 4. Todos os dias, exceto na quinta-feira (11), quando acontece a lavagem, é rezada a novena, sempre às 19h. O domingo (14) é o auge da festa, que contará com missa solene presidida pelo arcebispo primaz do Brasil, D. Murilo Krieger, às 10h.
Fonte: Secom/BA

  •  
  •  
  •  
Outras Notícias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *