Pagina Inicial

Pagina Inicial
Simões Filho, Diretório do PT deixa Governador Rui Costa vulnerável – Imprensa Bahia
Romário Dos Santos

Simões Filho, Diretório do PT deixa Governador Rui Costa vulnerável


  •  
  •  
  •  

No último dia 12, durante  Ato Administrativo organizado pelo cerimonial do governo do estado da Bahia, na cidade de Simões Filho, ocorreu uma das mais contundentes manifestações, contrária ao governo Rui Costa.

Liderado pelo prefeito Diogenes Tolentino compareceu, ao referido Ato, uma considerável parcela do funcionalismo municipal, em sua esmagadora maioria funcionários nomeados das mais diversas esferas da administração pública municipal.

Pois,o evento acabou transformado em Ato de Desagravo, pelo prefeito Dinha e seus aliados, com a presença de servidores da Secretaria de Governo, Secretários, Superintendentes, Assessores, Vereadores, o que tornou o ambiente extremamente hostil, não só para o governador Rui Costa, mais também aos prefeitos, deputados e secretários de estado presentes no Ato Administrativo para assinatura do convênio da Policlínica, Cap´s, e entrega de ambulâncias e ônibus escolares.

Muitos dos presentes foram tomados de surpresa pela ausência da militância petista. Não havia nenhuma faixam, ou quaisquer símbolos que lembrasse a origem política do governador Rui Costa.

2018 será um divisor de águas às pretensões futuras do Partido dos Trabalhadores e, não compreende-se a omissão do Diretório Municipal do PT – Simões Filho, nas discussões pertinentes ao universo político na cidade, até o presente momento, e a decisão sairá hoje, sobre a aprovação do 13º salário, aos vereadores, secretários, Prefeito/Vice, o Partido dos Trabalhadores, e seu diretório municipal não emitiu nenhuma posição, à for/Contra o tema.

Rui Costa é uma dos mais bem avaliados, em diversas pesquisas de opinião dentre os governadores em mandato, portanto quais as motivações dos dirigentes do partido, em Simões Filho, em permitir que o governador do partido fosse exposto à tamanho ato de hostilidade, sem que houvesse a sua militância de prontidão para prestar-lhe o apoio, se não como governador, mais como um dos mais significativos quadros do PT-Bahia.

Cresce no meio político e como informação de bastidores, que a autoridade política que controla e manipula as decisões do Diretório do PT, em Simões Filho, é exatamente seu maior crítico: Vereador Orlando de Amadeu, representado oficialmente por Jhon de Amadeu, filiado de longa data no partido.

Já é passado o momento do Presidente Antônio Carlos, CAMAMU, esclarecer os motivos que motivaram a não mobilização da militância em evento de relevado importância para Simões Filho, e de como teria sido importante Rui Costa e sua comitiva ter sido recepcionada pelos membros do PT na cidade.

Legitimo, apesar de inoportuno a manifestação de DESAGRAVO dos apoiadores do governo Dinha, inexplicável a ausência da militância petista, terá sido um ato de retaliação entre as várias correntes dentro do próprio universo Petista…?? com a palavra os membros do diretório e demais militantes & companheiros.

Pareceu que, em Simões Filho, o Petismo está à deriva.

Foto: simoesfilhoonline


  •  
  •  
  •  
Outras Notícias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *