Pagina Inicial

Pagina Inicial
Moradores dos bairros Cobocó e Lobão, estão abandonados pela administração da Boa Terra. Todos São Boa Gente – Imprensa Bahia
Romário Dos Santos

Moradores dos bairros Cobocó e Lobão, estão abandonados pela administração da Boa Terra. Todos São Boa Gente


  •  
  •  
  •  

A equipe de jornalismo, do imprensabahia, atendendo ao  convite da Associação dos Moradores Cobocó e Lobão, pode registrar em depoimentos, registro fotográfico, conforme fotos que ilustram a matéria a ausência de serviços públicos essenciais, que são de obrigação da administração do município de Simões Filho.

TRANSPORTE

Relatos de vários moradores, confirmam que o serviço municipal de transporte, inexiste. Pois, várias foram as afirmações de que de segunda à sexta, só tem um horário, das 7h da manhã, sentido centro da cidade. E, mesmo assim, esse horário não é cumprido com regularidade.

Após esse horário, criança, idosos, adolescentes, ou seja, toda comunidade são OBRIGADOS, a percorrer uma distância de mais de 4 KM, até o Restaurante Tambar, para terem acesso aos coletivos.

ILUMINAÇÂO x  INSEGURANÇA

Os moradores, estão expostos a completa escuridão, ao entardecer/anoitecer, pois os ramais de energia, estão desligados, existe a fiação, porém os ramais não estão com tensão. A Associação de Moradores, através da  diretoria já fez diversos protocolos junto à COELBA, e o problema não é resolvido.

Postes, sem lâmpada, e linhas de transmissão sem tensão.

Além da falta do transporte, todos percorrem no retorno para casa, após jornada de trabalho, enfrentam uma longa caminhada, cheia de riscos e na mais completa escuridão. São vários os relatos de situações de risco já  relatada por integrantes da comunidade.

EDUCAÇÃO

Apesar da promessa durante a  campanha de que a educação, teria, na administração Dinha, um sistema educacional teria uma gestão mais humanizada, não é o que ocorre com os alunos e famílias do Cobocó/Lobão. Os alunos, permanecem estudando em escolas distantes de suas residências,  Escola Castro Alves, Vereador João de Oliveira Campos e  Georgina Simões. Professor Manoelito Damasceno, contamos com vossa sensibilidade e ação.

ESCOLA EGIDIA FIGUEIREDO

Desativada, na gestão anterior, e objeto de promessa de ser reativada, na atual gestão, única escola do bairro encontra-se no mais completo estado de degradação, mesmo com sua estrutura central preservada, podendo ser recuperada para dar prioridade aos alunos da comunidade, hoje, o espaço encontra-se no mais completo abandono. Sendo utilizado para fins, que não é o ideal para a educação.

ESPORTE & LAZER

Mais uma triste constatação, presenciamos membros da comunidade, dispostos a pratica esportiva onde homens, jovens, reunidos para uma descontraída partida de futebol. Tudo quase perfeito, se não fosse a visível degradação do alambrado, o mato que insiste em tomar conta das laterais, e linha de fundo, e mesmo diante de uma situação tão adversa, o bravo povo, da boa terra, sorria e ditraía-se com uma das poucas oportunidades de setirem-se cidadãos.

CONTRASTE:

Ressalte-se, que foi amplamente divulgado na mídia local, o lançamento da Copa interbairros, uma ação importante da Secretaria de Esportes e Juventude. Entretanto, o governo Dinha, tem que fazer valer o compromisso com o povo da periferIa e orientar o secretariado, junto com sua equipe responsável pelo planejamento,  na realização de ações públicas na periferia. Cobocó e Lobão, estão com sérios problemas de Iluminação, Transporte, ausência de escola, e enquanto a Elmo Cerejo, tem seu  asfalto retirado, e colocado outro, a população após a Escola Egidia Fiqueiredo tem que amassar o barro e lama, foi o flagrante mostrado pela população.

Cenário perfeito,no Ginásio de Esportes, conforto, beleza, dignidade. E, será maravilhoso quando a periferia, passar a receber ações desse nível. É o clamor da Boa Gente, da periferia de Simões Filho. 

 “Aqui poderíamos, após reforma, acolher  nossas crianças, adolescentes e a família do bairro. Estabelecer atividades da Associação, cursos profissionalizantes, são possibilidade que poderia ser incentivada pela gestão. Porém, estamos abandonados, e sem diálogo com a gestão.” afirmou Simone Borges – Presidente da Associação de Moradores.

Ouçam, na íntegra entrevista de Simone Borges, presidente da Associação de Moradores dos Bairros Cobocó e Lobão.

 


  •  
  •  
  •  
Outras Notícias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *