Pagina Inicial

Pagina Inicial
Moradores da Cova da Gia, em dia de fúria. – Imprensa Bahia
Romário Dos Santos

Moradores da Cova da Gia, em dia de fúria.


  •  
  •  
  •  

Simões Filho – Os moradores do bairro da Cova da Gia, tiveram logo nas primeira horas da manhã de hoje, 12, um dia de fúria.

Mulheres, Homens e Crianças, fecharam a Avenida Cova da Gia, e bloquearam o acesso ao Conjunto Residencial Palmeiras – Minha Casa Minha Vida, em protesto pela falta de infraestrutura do bairro, falta de iluminação, manutenção do campo, além da ausência de serviços relacionados ao saneamento básico.

A Equipe de jornalismo do Programa Panorama de Notícias, foi o único veiculo de imprensa que acompanhou, ao vivo, o protesto dos moradores.

TRANSPORTE

Uma das principais causas da fúria do povo, que reside na Cova da Gia, refere-se a mudança do Ponto Final do transporte urbano municipal, que por conta própria dos permissionários, foi tirado do bairro e agora, somente um veículo atende os moradores da Cova da Gia. Segundo vários manifestantes Senhora, crianças, mulheres grávidas são obrigadas a caminharem até o Residencial Pitanguinha para pegarem o coletivo. Somente o transporte escolar continua atendendo a comunidade.

Durante a entrevista, a moradora do bairro, Sra. Edilene declarou:

“Cova da Gia é um bairro da periferia que está cobrando do prefeito melhorias nós precisamos de reforma na creche, escola no campo. E, esperamos à muito tempo que o prefeito iniciasse esses serviços. Tem que ser reforma pra valer a população já não suporta tanta  maquiagem.  Falta manutenção nas ruas, pois os  passeios estão em péssimas condições, muito mato mato invadindo nas ruas, as nossas  crianças  estão correndo risco de ser atropeladas, todos andam no meio da pista, falta passeio ”.

NÃO ACREDITAMOS MAIS NO PREFEITO DINHA

Foram vários os gritos de guerra,   e palavras de ordem, dos moradores, afirmando que não mais  acreditavam na gestão do prefeito Dinha.

“Todos os serviços são maquiagem, muitas mentiras  um festival  propaganda de coisas que não chegam nas comunidades mais afastadas do centro da cidade. O povo já não tem mais paciência, é um absurdo. Dinha prometeu, durante a campanha que seu governo iria mudar a cidade e está mudando, tornando as coisas ainda mais complicado”.

22ª Companhia Independente de Polícia Militar

Políciais militares, sob o comando do Major Dias, observaram a manifestação, pacífica, dos moradores e acompanharam o livre e constitucional direito dos cidadãos, permitindo o bloqueio da avenida. Posteriormente, a população por voltas das 7h30, em obediência ao acordo com os militares, desbloquearam a via de trânsito apagando as chamas e retiraram todo material utilizado no protesto.

Apesar de serem convocados, através da equipe de jornalismo do Panorama de Notícias, nenhum membro da Seinfra ou Semob foram abrir diálogo com a população.

 


  •  
  •  
  •  
Outras Notícias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *