Pagina Inicial

Pagina Inicial
Simões Filho: Caminhada em apoio a Jair Bolsonaro, sugere uma terceira via política - Imprensa Bahia – Simões Filho
Romário Dos Santos

Simões Filho: Caminhada em apoio a Jair Bolsonaro, sugere uma terceira via política


  •  
  •  
  •  

A sociedade civil, organizou ato de apoio à candidatura do presidenciável Jair  Bolsonaro, PSL, segundo os organizadores foi a primeira vez que organizou-se uma ato público em apoio à um candidato a presidente em Simões Filho. 

Paulo Pessoa, um dos organizadores disse ao imprensabahia, “É preciso quebrar essa rotina, polarizada entre os grupos comandados por Dinha e Eduardo. Tenho plena convicção de que estamos criando uma terceira via política, em Simões Filho. É necessário, termos pluralidade, essa construção é um caminho sem volta…” foi uma das afirmações de Paulo Pessoa. 

PÚBLICO 

Segundo os organizadores, não hou ve uma preocupação em mobilizar uma multidão. Pois, o movimento vem sendo construido com seriedade, e neste momento, mais importante que a quantidade é, sim, a qualidade. A sociedade, está colocando suas esperanças na eleição de Jair Bolsonaro, pois é necessário, segundo os participantes, quebrar as olilgarquias políticas, os mesmos eleitos, as mesmas famílias, sempre tomando decisões que não trazem beneficios à coletividade. Jair Bolsonaro, vai quebrar essa forma de fazer política no Brasil, é necessária a mudança. Vamos colocar ordem nessa bagunça, afirmou vários participantes do ato pró Bolsonaro. 


ALTA HOSPITALAR 

Candidato à presidência ficou 3 semanas internado no hospital Albert Einstein após sofrer uma facada do abdômen em MG. No avião, ele disse que foi ‘muito atacado e quer ter a oportunidade de mostrar a realidade’.

O candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) recebeu alta às 10h deste sábado (29) após 23 dias internado. Ele estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, desde 7 de setembro, um dia após sofrer uma facada no abdômen durante ato de campanha e passar por cirurgia em Juiz de Fora (MG). Ele precisou passar por duas cirurgias desde então.

Bolsonaro saiu do hospital às 13h45 rumo ao Aeroporto de Congonhas, onde embarcou para o Rio de Janeiro, às 15h45, sob vaias e aplausos. No final da tarde, ele já estava em sua casa na capital fluminense. No avião, Bolsonaro conversou com a repóter Graziela Azevedo, da TV Globo, e disse que está há muito tempo afastado, foi atacado e quer “mostrar a realidade”.

“Quero rever minha filha de sete anos, a família, não tem preço. Estou muito feliz. Eu tenho recomendações médicas, mas estou tentando uma liberação e vou ver se consigo ir ao debate da Globo na quinta-feira”, disse.

“Tenho vontade [de ir]. Fiquei muito tempo afastado, fui muito atacado, oportunidade que tenho de mostrar a realidade”, completou.

Bolsonaro também disse que pretende desfazer mal entendidos. “Parte da equipe falou demais. Mas foi tudo de boa fé. E os ataques que foram muitos, se for possível, a gente desfaz”, disse.


  •  
  •  
  •  
Outras Notícias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *