Pagina Inicial

Pagina Inicial
62ª Sessão Ordinária, presidente usa o poder do cargo e manda retirar cidadã do plenário – Imprensa Bahia
Romário Dos Santos

62ª Sessão Ordinária, presidente usa o poder do cargo e manda retirar cidadã do plenário


  •  
  •  
  •  

A situação de vulnerabilidade social qual é submetida a imensa maioria da população, no Brasil, e em países que são comandados por sistemas políticos totalitários no mundo, repetem e trazem imagens que impactam.

Guerra, crise econômica, disputa étnicas, ditadura, fere e tiram a esperança dos menos educados, negros e pobres.

Ontem, durante a 62ª Sessão Ordinária, a Senhora Lindinalva, explodiu toda sua angustia, dor e falta de esperança e aos berros, exigiu do governo da cidade de Simões Filho, e dos membros do Legislativo, um grito de dor, alerta e indignação.

Morando com seus filhos, em uma residência sem as mínimas condições de salubridade, com paredes repletas de umidade e mofo, falta-lhe o básico para criar seus 8 filhos, sem alimentação, em completa insalubridade, abandonada pelo sistema de proteção social, sem respaldo dos programas do governo federal, Sra. Lindinalva, em um ato de desespero, interrompeu a sessão, aos gritos e, mesmo diante do seu clamor,não foi ouvida.

REGIMENTO INTERNO

Consta, no Regimento Interno da Câmara Municipal de Simões Filho, que os Vereadores, não podem  ser interrompidos, vaiados, durante a realização das Sessões Ordinárias. Podendo, o presidente, fazer uso da sua autoridade parlamentar e, ordenar, que o infrantor ou infratora, seja(m), retirado(os) do plenário.

GENIVALDO LIMA

Ontem, 02, foi pela primeira vez na atual legislatura usada a prerrogativa acima. Vereador Genivaldo Lima, ao fazer uso da palavra, foi interrompido pela Sra. Lindinalva que  iniciou o protesto e aos gritos, cobrou o cumprimento de “suposta promessa”, feia pelo prefeito Dinha de que daria apoio e faria a reforma do seu imóvel…

MEDIDA EXTREMA

Contrariado pela forma que foi conduzida a quebra do Regimento Interno, pelo presidente interino, Vereador Deni da Metalúrgica, Genivaldo Lima reassumiu suas funções, com presidente da Câmara, e aos gritos determinou a retirada da Sra. Lindinalva, afirmando que não permitiria protestos, tendo repetido a acusação de que a autora do protesto tinha ligações com o ex-prefeito, do PSD, em virtude da mesma está com bandeira e ‘praguinha’ contendo a imagem do adversário político.

Os GCM, escoltaram a senhora, até a parte externa da Câmara, acompanhados por populares, assessores e sob vigilância do Vereador Eri Costa, responsável por acolher e acalmar os ânimos, prometendo inclusive avaliar uma forma de minimizar e melhorar as condições de via da família…

VERGONHA

A 62ª Sessão Ordinária deve ser apagada da memória política do Poder Legislativo, em Simões Filho. Uma vez que até o vídeo da referida sessão, sem nenhuma justificativa plausível, fora imediatamente retirado da plataforma do Facebook. Não ficando registrada a maneira, nada republicana do tratamento dispensado, na Casa do Povo, à cidadã que mesmo afrontando o Regimento Interno, queria tão somente ser ouvida, pelo que foram eleitos para serem os representantes, da sociedade. 

DIREITO DE ESCOLHER

Independentemente de sua condição sócio-econômica, todos os cidadãos tem o direito de escolha. E, não é democrático, principalmente nos dias atuais, supor que uma cidadã por expressar em suas roupas a sua opção de voto, venha a sofrer constrangimentos vindos de autoridades, que chegaram ao poder pelo voto e escolha popular. Assim, como não é compreensível uma família viver em condições tão desfavoráveis sem ter uma assistência psico-social, tão pouco o cumprimento da “suposta” ajuda prometida pelo detentor do comando do poder executivo.

Ouçam a íntegra da entrevista da Senhora Lindinalva realizada, hoje, dentro da pauta do Programa Panorama de Notícias – Simões Filho FM – 87.9.


  •  
  •  
  •  
Outras Notícias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *