Pagina Inicial

Pagina Inicial
Polícias Rodoviárias iniciam Operação Carnaval - Imprensa Bahia – Simões Filho
Romário Dos Santos

Polícias Rodoviárias iniciam Operação Carnaval


  •  
  •  
  •  

Com o objetivo de garantir a segurança dos foliões que forem pegar a estrada e curtir o Carnaval fora de Salvador, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) já iniciaram as operações durante o período dos festejos. A expectativa é a de que o movimento de carros nas estradas que cortam o estado fique muito maior em relação aos dias normais.

A partir desta sexta até a quarta-feira de cinzas, a PRF realiza o procedimento nas rodovias federais que cortam o estado. A estratégia é fazer o reforço do policiamento nos locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade. O uso abusivo de álcool neste período é a principal preocupação da instituição. Desde novembro de 2016 a embriaguez ao volante além de infração gravíssima, é crime punido com detenção, de seis meses a três anos, multa de R$ 2.934,70 e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

Além disso, aliado ao policiamento ostensivo das rodovias, serão promovidas ações educativas, com o intuito de sensibilizar o usuário das rodovias acerca do seu papel na construção de um trânsito mais seguro.

O projeto de educação para o trânsito é realizado através do Cinema Rodoviário, momento em que os policiais abordam os veículos, sendo o condutor e seus ocupantes convidados a participar da ação, na qual são exibidos vídeos que mostram comportamentos inadequados no trânsito e as graves consequências dessas condutas, bem com fornecidas dicas de segurança, em uma palestra com duração aproximada de 15 minutos, tempo que é realizado para finalizar as consultas aos documentos no sistema. Na ocasião, os condutores também são submetidos a testes de alcoolemia.

Para aqueles que forem pegar a estrada, a PRF dá algumas orientações para uma viagem mais segura: revisão preventiva do veículo, planejamento da viagem, pausas para descanso para os motoristas que forem dirigir por muitas horas, acompanhar a previsão do tempo, atenção redobrada com as sinalizações vertical e horizontal das estradas, uso do cinto de segurança e da cadeirinha para crianças.

A Operação Carnaval 2019 é mais uma etapa da Operação Rodovida, que começou no dia 14 de dezembro de 2018 e seguirá até o dia 10 de março deste ano. Ela integra o Pacto Nacional pela Redução de Acidentes no Trânsito (Pacto pela Vida), assinado pelo governo brasileiro em 2011, projeto oriundo da Organização das Nações Unidas (ONU) que tem como objetivo reduzir em 50% o número de mortos e feridos no Brasil.

BPRv iniciou operações na quarta

Já o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) iniciou a Operação Carnaval nesta quarta-feira, com a ação se estendendo até a quinta pós carnaval, no dia 7 de março. Conforme a instituição, ela e as Companhias Independentes de Policiamento Rodoviário (CIPRv).

Irão fiscalizar os documentos de porte obrigatório (veículo e condutor), a ingestão de bebida alcoólica – com a utilização de etilômetros (bafômetros) – e equipamentos obrigatórios dos veículos nas rodovias estaduais, bem como realizar abordagens policiais com vistas ao enfrentamento do tráfico de armas de fogo, de drogas e de pessoas.

Quanto ao aparato tecnológico, o Batalhão informou que serão utilizados radares móveis em pontos estratégicos das rodovias para fiscalizar o excesso de velocidade dos condutores, além de reforço com postos fixos e móveis. Entre as ações desenvolvidas nas estradas, o BPRv também fará o acompanhamento de ônibus de turismo do aeroporto para os hotéis localizados na Linha Verde.

MORTES

Na Operação de 2018, a PRF registrou 72 acidentes de trânsito durante a Operação Carnaval, que deixaram 78 feridos e 6 mortos. Foram fiscalizadas 9.623 pessoas em 8.712 veículos, 6.042 motoristas foram submetidos aos testes com etilômetros e 234 foram flagrados por embriaguez ao volante; 6.864 motoristas flagrados trafegando acima da velocidade máxima; foram extraídas 1.678 autuações por ultrapassagens indevidas, nas estradas federais que cortam o estado.

Conforme a instituição, destacam-se ainda 326 registros por não usar o cinto de segurança, 75 por transportar criança em veículo automotor sem observância das normas de segurança e 49 por conduzir motocicleta, motoneta ou ciclomotor sem usar capacete de segurança. Durante as abordagens, 57 pessoas foram presas.


  •  
  •  
  •  
Outras Notícias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *